Santa Sé denuncia crimes contra a humanidade na Síria

2016-03-15 Rádio Vaticana

Genebra (RV) – Enquanto a guerra na Síria entra no sexto ano, a Santa Sé denunciou no Conselho de Direitos Humanos nesta terça-feira, (15/03), os crimes contra a humanidade “frequentes, impunes e diários contra a população civil”.

“Acontecimentos recentes vindos da Síria parecem reforçar o sentimento de abandono diante de uma infindável tragédia humana causada pela continuação do conflito e o êxodo dos refugiados, pelo desrespeito dos direitos humanos e das leis humanitárias internacionais”, disse Monsenhor Richard Gyhra, encarregado interino da Missão Permanente da Santa Sé em Genebra.

Diversidade

O diplomata vaticano disse ainda que é “urgente” enviar assistência humanitária, e que todas as partes devem ser envolvidas no processo de paz.

“Uma dimensão crucial a ser observada na construção sustentável do processo de paz é o respeito pela sociedade pluralística, na qual minorias étnicas, religiosas e linguísticas têm reconhecidos seus lugares como membros integrais da sociedade e do Estado sírio”, defendeu.

“A sobrevivência e o bem-estar destas minorias – continuou – são a garantia de um Estado democrático, respeitoso das diferenças”.

E concluiu:

“Na verdade, reconhecer os seus direitos não enfraquece o Estado, pelo contrário, o enriquece e reforça. Neste sentido, o retorno de refugiados e deslocados internos é uma condição essencial para a reconciliação, reconstrução e sustentabilidade para qualquer solução do conflito”. (rb)

(from Vatican Radio)