Papa reconhece as virtudes heroicas de João Paulo I

2017-11-09 Rádio Vaticana

Cidade do Vaticano (RV) – O Papa Francisco reconheceu as virtudes heroicas do Servo de Deus João Paulo I. O Papa Albino Luciani esteve à frente da Igreja Católica somente por 33 dias, no ano de 1978.

O reconhecimento das virtudes ocorreu na quarta-feira (08/11), durante a audiência que Francisco concedeu ao Prefeito da Congregação das Causas dos Santos, Cardeal Angelo Amato.

João Paulo I nasceu em 17 de outubro de 1912, em Forno di Canale (Itália) e morreu em 28 de setembro de 1978, no Palácio Apostólico no Vaticano. Ele foi eleito Papa no conclave de 26 de agosto daquele mesmo ano.

O Papa Francisco autorizou ainda a promulgação dos seguintes decretos:

- o martírio do Servo de Deus João Brenner, Sacerdote diocesano; nascido na Hungria, morreu no país em 1957;

- o martírio da Serva de Deus Leonella Sgorbati, irmã  professa do Instituto das Missionárias da Consolata. Ela nasce una Itália e morreu em 17 de setembro de 2006 a Mogadíscio (Somália);

- as virtudes heroicas do Beato Bernardo di Baden, Marquês de Baden; nasceu em 1428 na Alemanha e morreu em 1458 na (Itália);

- as virtudes heroicas do Servo de Deus Gregório Fioravanti, Sacerdote professo da Ordem dos Frades Menores, fundador da Congregação das Irmãs Franciscanas Missionárias do Sagrado Coração; morreu na Itália 1894;

- as virtudes heroicas do Servo de Deus Tomás Morales Pérez, Sacerdote professo da Companhia de Jesus, fundador dos Institutos Seculares Cruzados e Cruzadas de Santa María; nasceu na Venezuela em 1908 e morreu na Espanha em 1994;

- as virtudes heroicas do Servo de Deus Marcellino da Capradosso, leigo professo da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos; morreu na Itália em 1909;

- as virtudes heroicas da Serva de Deus Teresa Fardella, viúva De Blasi, fundadora do Instituto das Irmãs Pobres, nasceu nos Estados Unidos em 1867 e morreu em 1957 em Trapani (Itália).

(from Vatican Radio)