Papa no México: libertados 124 prisioneiros

2016-02-14 Rádio Vaticana

Cidade do Vaticano (RV) – O governo do Estado de Chiapas liberou 124 prisioneiros de diferentes prisões a pedido dos bispos de Tuxtla Gutiérrez e San Cristóbal de las Casas. Dom Felipe Arizmendi Esquivel, Bispo da Diocese de San Cristóbal de las Casas, explicou que com a visita do Papa Francisco se promove ainda mais a justiça. “Isso que estamos fazendo é o que mais agrada a Deus. Se o Papa vem e não há gestos como estes de justiça e de fraternidade, não tem motivo para vir”, disse.

Dom Arizmendi ressaltou que “o Papa vem para promover mais justiça, por isso solicitamos, que por ocasião da visita do pontífice se fizesse justiça para estas pessoas”.

Após a liberação dos presos, acrescentou que no exterior da Catedral de San Cristóbal de las Casas apareceu uma escrita dizendo: “queremos justiça, não Papa”; o que pode representar algo ofensivo, porém “não é, porque o Papa vem precisamente para isso, para promover mais justiça”.

Entretanto, Dom Fabio Martinez Castilla, Arcebispo de Tuxtla Gutiérrez, pediu aos ex-prisioneiros que assumam sua nova condição com compromisso porque “a liberdade é um dom maravilhoso que deve ser vivido com responsabilidade, alegria e fecundidade para fazer o bem”.

Ao entregar nos dias passados os documentos de libertação a 112 homens e 12 mulheres – 35 deles indígenas e sete estrangeiros (guatemaltecos e hondurenhos) – o governador de Chiapas Manuel Velasco exortou-lhes a se reintegrarem na vida produtiva com o apoio de seus familiares.

Já o Presidente do Poder Judiciário de Chiapas, o Juiz Rutilio Escandón, destacou que nos últimos 3 anos 1.725 detentos foram libertados através de acordos na mesa de reconciliação, acordos ligados a mecanismos da justiça.

Entretanto, tudo está pronto para receber o Papa Francisco nesta segunda-feira informou o governo de Chiapas. (SP)

(from Vatican Radio)