• El papa Francisco en Egipto – Encuentro con las autoridades y representantes de las instituciones del país

Mons. Fabene: Papa quer Sínodo para todos os jovens

2017-04-07 Rádio Vaticana

Cidade do Vaticano (RV) - Está em andamento, no Pontifício Colégio Maria Mater Ecclesiæ, em Roma, até o próximo dia 9, o fórum internacional de jovens intitulado “De Cracóvia ao Panamá. O Sínodo a caminho com os jovens”, promovido pelo Dicastério vaticano para os Leigos, Família e Vida. 

O Papa Francisco presidirá a vigília de oração, neste sábado (08/4), na Basílica de Santa Maria Maior, em preparação da 32ª edição da Jornada Mundial da Juventude em nível diocesano. 

Trata-se do primeiro encontro do Papa com os jovens no caminho de preparação da XV Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, marcada para outubro de 2018 sobre o tema “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”, e da 34ª Jornada Mundial da Juventude que se realizará no Panamá, em 2019.

Maria e o Discípulo Amado

A vigília se realizará em torno das figuras do Discípulo Amado, escolhido como ícone evangélico do documento preparatório do Sínodo, e da Beata Virgem Maria, que inspira os temas das próximas Jornadas Mundiais da Juventude rumo ao encontro no Panamá.
 
Segundo o Subsecretário do Sínodo dos Bispos, Dom Fabio Fabene, o clima que se respira no fórum “é de grande expectativa da parte dos jovens pelo Sínodo que o Papa quis dedicar a eles. Os jovens querem se sentir Igreja, querem fazer ouvir a sua voz e querem participar do caminho sinodal para que a Igreja possa se rejuvenescer com a sua presença e sua participação. Os jovens não querem caminhar sozinhos: querem caminhar conosco, com todos os adultos na fé, todos os fiéis e pastores para edificar a Igreja de Cristo, e através de sua obra rejuvenescê-la a fim de que seja anunciadora do Evangelho às novas gerações”. 

Renovar o rosto da Igreja

Segundo Dom Fabene, o Papa quer renovar o rosto da Igreja através dos jovens, mas é preciso estar atentos, “pois devem ser envolvidos não somente os jovens que já vivem a experiência de fé nas comunidades. O Sínodo quer alcançar todos os jovens, porque, como escrevemos no documento preparatório do próximo Sínodo, «todos os jovens têm o direito de ser acompanhados para encontrar o seu lugar na vida e na Igreja»”. 

“O Sínodo é o Sínodo dos Bispos, mas este próximo Sínodo, em particular, quer ser um sínodo não somente para os jovens, mas um sínodo com os jovens, onde eles querem ser os protagonistas! A iniciativa desses dias se insere neste envolvimento dos jovens no caminho sinodal. Depois, encontraremos outras formas para que os jovens possam realmente ser parte ativa, parte viva do caminho sinodal e fazer ouvir a sua voz e seus desejos também aos padres sinodais que se reunirão em outubro de 2018”, disse ainda Dom Fabene.

Cruz e ícone de Nossa Senhora

Sobre o evento neste sábado com os jovens na Basílica de Santa Maria Maior, o Subsecretário do Sínodo dos Bispos disse que este encontro na mais antiga Basílica romana do Ocidente “está ligado ao Sínodo porque o documento preparatório pegou como imagens do Evangelho na preparação do caminho, Nossa Senhora e o Discípulo amado. Assim, o caminho rumo ao Panamá é um caminho fortemente mariano porque os três temas são temas marianos”. 

Ele recordou também que no Domingo de Ramos (09/04), na Praça São Pedro, haverá a passagem da Cruz e do ícone de Nossa Senhora Salus Populi Romani dos jovens de Cracóvia aos jovens do Panamá. “Na noite precedente, nos encontraremos em torno da imagem original, do ícone original de Nossa Senhora Salus Populi Romani que passará aos jovens do Panamá no domingo de manhã”, concluiu. 

(MJ)

(from Vatican Radio)