Malala - a menina coragem

2012-10-11 Rádio Vaticana

Em Islamabad no Paquistão uma rapariga de 14 anos, Malala Yousafzai, testemunhou no seu próprio corpo a coragem e a transparência de atitudes. Os taliban alvejaram-na no pescoço e na cabeça.

Nos últimos dias as milicías taliban têm semeado a violência e o terror na vale do Swat. Malala protestou. Mas não só. Fê-lo sem medo. Ferida gravemente foi enviada para o hospital, onde foi operada com sucesso em Peshawar. Nos próximos dias será transferida para o estrangeiro para continuar os tratamentos necessários.

Mas, Malala tinha já precedentes de uma coragem presente no seu ADN , pois que, com a idade de 11 anos escreveu e enviou para a BBC um diário em urdu sempre para condenar a ferocidade dos taliban. Ela tornou-se já num símbolo da liberdade e da coragem que desafia a violência.

O primeiro ministro Raja Pervez Ashraf declarou que "Malala é como uma filha. Tem a coragem de combater a mentalidade do silêncio e do medo. E se esta mentalidade viesse a prevalecer quem asseguraria a segurança dos nossos filhos?!". Malala que até já ganhou um prémio nacional, é hoje uma figura e um modelo para todos os paquistaneses.