"Jogai em equipa" e como "profissionais ao serviço da Igreja": Papa aos colaboradores do Centro Televisivo do Vaticano (CTV), recebidos nos 30 anos da criação

2013-10-28 Rádio Vaticana



Foram cerca de 150 as pessoas acolhidas pelo Papa Francisco, no final da manhã, todas elas ligadas ao Centro Televisivo do Vaticano, que comemorou no passado dia 22 de outubro 30 anos da respectiva fundação, por vontade João Paulo II. Uma celebração já assinalada com uma Mensagem do actual pontífice.

Na saudação hoje pronunciada, o Papa agradeceu a todos “não só pelo profissionalismo hoje em dia reconhecido em todo o mundo, mas sobretudo pela disponibilidade e discrição” sempre testemunhadas. O Santo Padre deixou a todos os que trabalham no CTV duas breves exortações. Antes de mais, a que “joguem sempre em equipa”. “A eficácia da pastoral da comunicação é possível criando elos…” – observou.

“Sabemos que isto não é fácil, mas se vos ajudais uns aos outros a fazer equipa, tudo se torna mais leve e, sobretudo, até mesmo o estilo do vosso trabalho será um testemunho de comunhão”.

Por outro lado, acrescentou ainda o Papa, há que ser “profissionais ao serviço da Igreja”. Um profissionalismo que seja sempre “serviço à Igreja” – recomendou: em tudo – nas filmagens, na realização, nas opções editoriais, até mesmo na administração.

“Tudo pode ser feito com um estilo, numa perspectiva que há-de ser eclesial, a da Santa Sé. É necessário que a comunicação do CTV saiba infundir nos espectadores, nos fiéis e nos distantes o perfume e a esperança do Evangelho”. (PG)

Foto: Papa saúda Mons. Viganò, director do CTV