Já 45.000 inscritos na Jmj poucas horas depois do click de Francisco - Encontro marcado no campo da misericórdia

2015-07-27 L’Osservatore Romano

Nem sequer vinte e quatro horas depois do click do Papa Francisco, já são 240 os «macrogrupos» que deram início à prática de inscrição na Jornada mundial da juventude de Cracóvia. Em síntese — explicam os gestores do portal a isto dedicado — trata-se de cerca de quarenta e cinco mil pessoas e trezentos voluntários. Assim começou, com grande entusiasmo, a contagem regressiva. Precisamente daqui a um ano — de 26 a 31 de Julho de 2016 — as novas gerações reunir-se-ão em Cracóvia para a 31ª Jmj, ao redor do Papa, primeiro inscrito como peregrino rumo ao encontro que, por sua própria decisão, se realizará sob o sinal da misericórdia.

Então, a vinte e cinco anos de distância a Jmj voltará à Polónia, à terra do Pontífice que a idealizou (embora o Papa Wojtyła gostasse de repetir: «Foram os próprios jovens que inventaram a Jmj»). Em 1991, em Częstochowa, o vento forte da fé anunciada aos jovens e pelos jovens soprou além-cortina de ferro e as novas gerações cristãs do leste e do oeste europeu viveram o seu primeiro grande encontro depois da derrocada do muro de Berlim. Convocada pelo Papa Wojtyła que voltava à sua terra natal, pela primeira vez a Jmj contou com mais de um milhão de participantes.

Em Cracóvia celebrar-se-á um autêntico jubileu dos jovens a nível mundial, recordou o Papa no Angelus e também o frisa o cardeal Stanisław Ryłko, presidente do Pontifício conselho para os leigos, na mensagem publicada no site do dicastério. Com efeito, o tema da Jmj: «Bem-aventurados os misericordiosos, porque encontrarão misericórdia», insere-se plenamente no contexto do Ano santo extraordinário, que terá início a 8 de Dezembro.

Completar-se-á assim um trio de Jmj dedicadas à releitura da mensagem das bem-aventuranças evangélicas. Em 2014 no Rio de Janeiro — o tema principal foi: «Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o Reino dos céus» — Francisco encorajou todos os jovens, dizendo: «Olhai, lede as Bem-Aventuranças, que vos fazem bem!». Este ano, a 30ª Jmj celebrada a nível diocesano propôs a meditação sobre: «Bem-aventurados os puros de coração, porque verão a Deus». Em 2016, o centro será a misericórdia.