Igreja terá novos santos, beatos e veneráveis

2016-03-04 Rádio Vaticana

Cidade do Vaticano (RV) - O Papa Francisco recebeu em audiência na tarde desta quinta-feira(03/03), no Vaticano, o Prefeito da Congregação das Causas dos Santos, Cardeal Angelo Amato, ao qual autorizou a promulgação dos decretos relativos a dois novos santos, dois novos beatos e oito novos veneráveis.

Será canonizado o bispo espanhol de Palencia, Dom Emanuele González García, fundador da União Eucarística Reparadora e da Congregação das Irmãs Missionárias Eucarísticas de Nazaré. É conhecido como o “bispo dos tabernáculos abandonados” por ter difundido a devoção à Eucaristia. Viveu no período trágico da guerra civil na Espanha.

A grande mística francesa Isabel da Trindade, carmelita descalça, também será proclamada santa. Ela faleceu aos 26 anos no Carmelo de Dijon com a doença de Addison, uma rara enfermidade endocrinológica. Ofereceu todo o seu sofrimento para a salvação das almas, em união com Jesus Crucificado. Viveu a noite escura dos místicos, experimentando o abandono total da parte de Deus. Foi também tentada pelo suicídio. Venceu toda tentação: “Nunca perca a coragem. É mais difícil se libertar do desencorajamento que do pecado. Não se inquiete se não se constatar progressos no estado da própria alma. Muitas vezes Deus permite isso para evitar um sentimento de orgulho. Ele sabe ver os nossos progressos e contar todo nosso esforço”, escreveu a futura santa.

Os dois novos beatos são:
 
- o carmelita descalço francês Frei Maria-Eugênio do Menino Jesus (1894-1967), fundador do Instituto Secular de Nossa Senhora da Vida, e a religiosa argentina Maria Antônia de São José (1730-1799), fundadora do Beatério dos Exercícios Espirituais de Buenos Aires. 

Os oito novos veneráveis são: 

- Dom Stefano Ferrando da Sociedade Salesiana de São João Bosco, Arcebispo titular de Troina, bispo emérito de Shillong, fundador da Congregação das Irmãs Missionárias de Maria Auxiliadora dos Cristãos. Ele nasceu em 28 de setembro de 1895 e morreu em 20 de junho de 1978.

- Dom Enrico Battista Stanislao Verjus da Congregação dos Missionários do Sagrado Coração de Jesus, Bispo titular de Limyra, coadjutor do vicariato Apostólico da Nova Guiné. Nasceu em 26 de maio de 1860 e morreu em 13 de novembro de 1892.

- Pe. Giovanni Battista Quilici sacerdote diocesano, pároco e fundador da Congregação das Filhas do Crucificado. Nasceu em 26 de abril de 1791 e morreu em 10 de junho de 1844.

- Pe. Bernardo Mattio sacerdote diocesano, pároco. Nascido em 2 de janeiro de 1845 e morto em 11 de abril de 1914.

- Pe. Quirico Pignalberi, Sacerdote professo da Ordem dos Frades Menores Conventuais. Ele nasceu em 11 de julho de 1891 e morreu em 18 de julho de 1982.

- Irmã Teodora Campostrini fundadora da Congregação das Irmãs Mínimas de Caridade de Maria das Dores. Ela nasceu em 26 de outubro de 1788 e morreu em 22 de maio de 1860.

- Bianca Piccolomini Clementini Fundadora da Companhia de Santa Angela Merici de Sena. Nasceu em 7 de abril de 1875 e morreu em 14 de agosto de 1959.

- e Irmã Maria Nieves Sánchez y Fernández (Maria Nieves da Sagrada Família) religiosa professa das Filhas de Maria Religiosas das Escolas Pias. Nasceu em 2 de maio de 1900 e morreu em 1° de maio de 1978. (MJ)

 

(from Vatican Radio)