"Fraternidade e autenticidade" em encontro ecumênico

2016-03-06 Rádio Vaticana

Cidade do Vaticano (RV) – “Fraternidade e autenticidade, no estilo do Papa Francisco” marcaram o encontro de sábado (05/03) entre o Pontífice e a delegação da União das Igrejas Metodistas e Valdenses, de orientação protestante. A declaração é do Pastor Eugenio Bernardini, moderador da ‘Tavola Valdense’, principal órgão executivo da confissão, depois da visita ao Vaticano, a primeira da História.   

Colaboração

Emergiram no encontro duas áreas de colaboração possível: a primeira é a missão da Igreja, num mundo cada vez mais secularizado e distante do Evangelho: uma missão que se deve caracterizar por uma linguagem nova, sem proselitismo, mas no espírito do livre testemunho de Cristo. Em segundo lugar, uma cooperação no serviço ao mundo e à sociedade; o que chamamos ‘diaconia’ e que o Papa frisa sempre: o serviço aos últimos. “Falamos também sobre a grande tragédia dos refugiados e da imigração que interroga o nosso continente e nossas Igrejas”, revelou Bernardini. 

Troca de presentes

A delegação valdense e metodista presenteou o Papa com uma série de desenhos artísticos inspirados em histórias de refugiados e migrantes, confeccionados em um pacote construído em madeira dos barcos da ilha de Lampedusa. Por sua vez, Francisco ofereceu aos hóspedes os textos da Encíclica "Lautado si" e da exortação “Evangelii gaudium". 

O perdão do Papa

Em junho de 2015, o Pontífice esteve no Templo Valdense de Turim, e proferiu um discurso em que pediu “perdão, em nome da Igreja Católica, pelas atitudes e comportamentos não cristãos, por vezes até desumanos que, na história, tivemos com estes fiéis”. Excomungados pelo Papa no século XII, e perseguidos, os valdenses são cristãos pertencentes à família das Igrejas nascidas com a Reforma Protestante do Século XVI.  

Desde o início de seu ministério, Jorge Bergoglio tem reiterado a importância da unidade entre os cristãos.  Em outubro, irá à Suécia para as celebrações dos 500 anos da Reforma Luterana. Em fevereiro, realizou um encontro histórico com o Patriarca ortodoxo de Moscou e de toda a Rússia, Kirill, em Cuba.  

(CM)

 

(from Vatican Radio)