EUA: Conferência episcopal cria Comissão para a liberdade religiosa

2017-06-19 Rádio Vaticana

Washington (RV) – Os bispos estadunidenses, reunidos na semana passada em Indianápolis, Indiana, no último dia da Assembleia plenária, decidiram instituir uma Comissão permanente para a liberdade religiosa que terá como objetivo “fortalecer e apoiar a liberdade religiosa, dando assessoria aos bispos” em suas intervenções e “promover e defender a liberdade religiosa na política e na legislação”, explica um comunicado.

“A perseguição tem um nome” afirmou Dom Oscar Cantú, Bispo de Las Cruces (Novo México), introduzindo o tema na plenária. De acordo com as estatísticas do “Pew Research Center”, os cristãos são perseguidos em 128 Países; os muçulmanos em 125 Países. “Isto se deve em parte ao fato que são os grupos religiosos mais numerosos no mundo”, explicou o bispo. Dar atenção aos cristãos “não significa ignorar o sofrimento dos outros”, mas consolida “todo o tecido social na proteção dos direitos de todos” e é “inclusiva”.

Ao governo, a Igreja católica dos EUA pede para dar assistência aos refugiados e aos expulsos de suas terras, também através de organizações de inspiração religiosa; assistir os refugiados que voltaram às suas terras, com particular atenção às vítimas de perseguições, insistir junto aos governos nacionais e regionais do Iraque e da Síria para fortalecer os estado de direito, alicerçado sobre a cidadania. À Igreja a tarefa de incentivar a oração pelos perseguidos, sensibilizar e apoiar o diálogo islâmico-cristão, dar apoio material, pressionar o governo norte-americano para que dê assistência e dignidade aos refugiados. (SP)  

 

(from Vatican Radio)