Cardeal Parolin: a solidariedade não seja uma vítima da crise

2016-01-19 Rádio Vaticana

Cidade do Vaticano (RV) - “Em tempos de crise e dificuldades econômicas não se pode perder o espírito de solidariedade global.” É a convicção do Papa Francisco, relançada pelo Cardeal Secretário de Estado, Pietro Parolin, em seu pronunciamento desta segunda-feira (18/01) no encontro promovido em Roma pela Fundação Global sobre o tema da economia global inclusiva.

Partindo do tema “Rejeitar a globalização da indiferença – mobilizar-se por uma economia global mais inclusiva e sustentável”, o purpurado evidenciou que o encontro se propunha a evocar alguns dos ensinamentos que o Papa tem mais a peito “desde o início de seu Pontificado”.

O Cardeal Parolin recordou que o Papa evidencia, com particular atenção, “as graves consequências da indiferença e da falta de responsabilidade”, convidando “todas as pessoas a se comprometer, livre e responsavelmente, com a correção de uma economia que provoca a exclusão e a desigualdade”.

Ricos e pobres, gente poderosa e pessoas simples, políticos e empreendedores, todos – insistiu o Cardeal Secretário de Estado – são convidados por Francisco “a colocar o poder criativo da inteligência humana a serviço do bem comum, com espírito de solidariedade e – acrescentaria – misericórdia”.

Uma parte deste “grande esforço” diz respeito “à criação e à distribuição da riqueza”, observou o Cardeal Parolin. O “uso justo dos recursos naturais, a correta aplicação da tecnologia e a exploração do espírito empreendedor são elementos essenciais de uma economia que busca ser moderna, inclusiva e sustentável”, defendeu o purpurado. (RL)

(from Vatican Radio)