Bispo de Coroatá: população da diocese expressa forte religiosidade

2017-11-13 Rádio Vaticana

Cidade do Vaticano (RV) - Amigo ouvinte, na edição passada do nosso quadro “O Brasil na Missão Continental” o bispo da Diocese de Coroatá, Dom Sebastião Bandeira Coêlho, apresentou-nos um pouco da realidade social e econômica desta circunscrição eclesiástica do nordeste do Maranhão.

Com uma população tendo como base de sobrevivência a agricultura familiar, a pecuária e, sobretudo, o emprego no funcionalismo público municipal, nosso convidado destacou tratar-se de uma diocese jovem que este ano está celebrando 40 anos de criação.

Na edição de hoje Dom Sebastião dá continuidade ressaltando tratar-se de uma diocese não muito grande, com quase 600 mil habitantes, 23 paróquiastodas com sacerdotes, destacando 16 diáconos permanentes com outros sendo preparados para este ministério.

75% da população é católica, com uma religiosidade muito forte do povo”, afirma dando destaque para o Santuário de São Raimundo Nonato dos Mulundus, para onde acorrem milhares de pessoas de todo o Estado e até de outras partes do Brasil.

Várias cidades da diocese são cortadas pela Estrada de Ferro Carajás – ferrovia operada pela Vale no transporte de minério – que liga a Serra dos Carajás até o Porto de Itaqui, inicia o bispo de Coroatá. Vamos ouvir (ouça clicando acima).

(RL)

(from Vatican Radio)