Aos membros da Família Habsburgo (5 de novembro de 2016)

SAUDAÇÃO DO PAPA FRANCISCO
AOS MEMBROS DA FAMÍLIA HABSBURGO

Sala Clementina
Sábado, 5 de novembro de 2016

[Multimídia]

Gentis Senhoras e Senhores!

Sinto-me feliz em vos receber por ocasião da peregrinação jubilar, que quisestes realizar como família. Desejo frisar este aspeto, porque o valor família em sentido amplo, com a riqueza dos seus vínculos e da sua variedade, deve ser redescoberto no tempo atual.

Nesta feliz circunstância, vós recordais também de modo especial o Beato Carlos de Áustria, que precisamente há cem anos subia ao trono. A sua presença espiritual no meio de vós faz com que a família Habsburgo hoje não esteja voltada para o passado de modo nostálgico, mas, ao contrário, ativamente presente no hoje da história com os seus desafios e necessidades. Com efeito, alguns de vós desempenham papéis de primeiro plano em organizações de solidariedade e promoção humana e cultural; assim como na defesa do projeto da Europa como casa comum fundada sobre os valores humanos e cristãos.

Foi com alegria que tomei conhecimento que também na nova geração da vossa família amadureceram algumas vocações para o sacerdócio e para a vida consagrada. Por isso dou graças convosco ao Senhor, e tenho uma ulterior confirmação do facto que a família cristã é o primeiro terreno no qual as sementes das vocações — a partir precisamente da conjugal, que é uma verdadeira vocação! — podem germinar e desenvolver-se.

Carlos de Áustria foi antes de tudo um bom pai de família, e como tal um servidor da vida e da paz. Ele conhecera a guerra, por ter sido soldado simples no início da Primeira Guerra Mundial. Tendo assumido o reino em 1916, e sendo sensível à voz do Papa Bento XV, prodigalizou-se com todas as forças pela paz, à custa de ser incompreendido e escarnecido. Também nisto ele nos oferece um exemplo mais atual do que nunca, e podemos invocá-lo como intercessor para obter de Deus a paz para a humanidade.

Agradeço-vos de coração a vossa visita e garanto-vos que acompanharei com a minha oração o caminho da vossa família. E também vós, por favor, não vos esqueçais de rezar por mim. Obrigado!