Angelus, 9 de abril de 2017

PAPA FRANCISCO

ANGELUS

Praça São Pedro
Domingo de Ramos, 9 de abril de 2017

[Multimídia]

 

No final desta celebração, saúdo cordialmente todos vós aqui presentes, sobretudo quantos participaram no Encontro internacional em vista da assembleia sinodal sobre os jovens, promovido pelo Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida em colaboração com a Secretaria Geral do Sínodo dos Bispos. Esta saudação alarga-se a todos os jovens que hoje, em volta dos seus bispos, celebram o Dia da Juventude em todas as dioceses do mundo. Trata-se de outra etapa da grande peregrinação, iniciada com São João Paulo ii, que no ano passado nos reuniu em Cracóvia e que nos convoca para o Panamá em janeiro de 2019.

Por isso, daqui a pouco, os jovens polacos entregarão a Cruz das Jornadas Mundiais da Juventude aos jovens panamenses, acompanhados, uns e outros, pelos seus Pastores e pelas Autoridades civis.

Peçamos ao Senhor que a Cruz, juntamente com o ícone de Maria Salus Populi Romani, por onde passar faça crescer a fé e a esperança, revelando o amor invencível de Cristo.

A Cristo, que hoje entra na Paixão, e à Virgem Santa confiemos as vítimas do atentado terrorista ocorrido na passada sexta-feira em Estocolmo, assim como quantos são ainda duramente provados pela guerra, desgraça da humanidade. E rezemos pelas vítimas do atentado infelizmente ocorrido hoje, esta manhã, numa igreja copta. Ao meu amado irmão, Sua Santidade Tawadros II, à Igreja copta e a toda a amada nação egípcia expresso o meu profundo pesar, rezo pelos defuntos e pelos feridos, estou próximo dos familiares e da comunidade inteira. O Senhor converta o coração das pessoas que semeiam terror, violência e morte, e também o coração de quantos fabricam e traficam armas.