• El papa Francisco en Egipto – Encuentro con las autoridades y representantes de las instituciones del país

Angelus, 2 de abril de 2017, Carpi

VISITA PASTORAL DO PAPA FRANCISCO A CARPI E MIRANDOLA

ANGELUS

V Domingo de Quaresma, 2 de abril de 2017

[Multimídia]

APELOS

Estou profundamente entristecido devido à tragédia que atingiu a Colômbia, onde um gigantesco deslizamento de terra, causado por chuvas torrenciais, investiu a cidade de Mocoa, causando numerosos mortos e feridos. Rezo pelas vítimas e garanto a minha e vossa proximidade a quantos choram a perda dos próprios queridos, e agradeço a quantos estão empenhados a prestar socorro.

Continuam a chegar notícias de sanguinolentos conflitos armados na região de Kasai na República Democrática do Congo, confrontos que estão a causar vítimas e evacuações e que atingem também pessoas e propriedades da Igreja: igrejas, hospitais, escolas... Garanto a minha proximidade a esta nação e exorto todos a rezar pela paz, a fim de que os corações dos artífices destes crimes não permaneçam escravos do ódio e da violência, porque o ódio e a violência só destroem.

Além disso, sigo com grande atenção o que está a acontecer na Venezuela e no Paraguai. Rezo por aquelas populações, que me são muito queridas, e convido todos a perseverar incansavelmente, evitando qualquer violência, na busca de soluções políticas.

Amados irmãos e irmãs!

Desejo agradecer-vos por terdes vindo aqui, a esta Missa. Quero agradecer a todos, a todos os que trabalharam para esta dupla «maratona»: no domingo passado [para a inauguração da Catedral restaurada] e neste. Muito obrigado! E gostaria de agradecer a vós, doentes. Estão aqui 4.500 doentes! Obrigado a vós, que com os vossos sofrimentos ajudais a Igreja, ajudais a carregar a Cruz de Cristo. Obrigado! Muito obrigado!

E no final desta celebração, o nosso pensamento dirige-se à Virgem Santa, que venerais na igreja catedral a ela dedicada. A Maria ofereçamos as nossas alegrias, os nossos sofrimentos e as nossas esperanças. Peçamos-lhe que volte o seu olhar misericordioso sobre quantos se encontram no sofrimento, sobretudo os doentes, os pobres e quem está privado de um trabalho digno.

Recordando o fervor apostólico de duas figuras leigas da vossa terra, o Beato Odoardo Focherini e a Venerável Marianna Saltini, testemunhas da caridade de Cristo, saúdo-vos com gratidão, fiéis leigos. Encorajo-vos a ser protagonistas da vida das vossas comunidades, em comunhão com os vossos sacerdotes: apostai sempre naquilo que é essencial no anúncio e no testemunho do Evangelho.

Agradeço-te, querido bispo Francesco, e a todos vós, Bispos da Região da Emília-Romanha, pela vossa presença, e sobretudo ao Pastor desta diocese, D. Francesco Cavina: exorto-vos a estar ao lado dos vossos sacerdotes com a escuta, a ternura e a proximidade solícita.

Por fim, gostaria de agradecer a todos e a cada um de vós, queridos fiéis, aos sacerdotes, aos religiosos e religiosas, às Autoridades e de modo especial a quantos colaboraram para organizar esta visita, com um pensamento particular à Agesci e ao coro, composto por todos os corais da diocese, que animou esta liturgia. Recomendemos a nossa vida e o destino da Igreja e do mundo a Maria, recitando juntos a oração do Angelus.