À Seleção de futebol da Alemanha (14 de novembro de 2016)

SAUDAÇÃO DO PAPA FRANCISCO
À SELEÇÃO DE FUTEBOL DA ALEMANHA

Sala Clementina
Segunda-feira, 14 de novembro de 2016

[Multimídia]

 

Ilustres Senhores e Senhoras!

Estou feliz por saudar aqui no Vaticano os atuais campeões do mundo de futebol. Agradeço ao Presidente, Senhor Grindel, as suas amáveis palavras.

Ouvi muitas vezes dizer que as vossas conquistas são vitórias de grupo. Por isso, a «Mannschaft» tornou-se uma definição comum da vossa seleção. Com efeito, o desporto competitivo exige não apenas muita disciplina e sacrifício pessoal, mas também respeito pelo próximo e espírito de grupo. Isto leva-vos ao sucesso como «Mannschaft» e, ao mesmo tempo, impele-vos a reconhecer a vossa responsabilidade para além do campo de futebol, principalmente em relação aos jovens que muitas vezes olham para vós como exemplo. Isto leva-vos também a comprometer-vos em prol de alguns importantes objetivos sociais. Neste âmbito estou-vos particularmente grato pelo apoio que ofereceis aos «Sternsinger», os «Cantores da Estrela», para ajudar concretamente crianças e jovens dos países mais pobres. Esta iniciativa demonstra que, juntos, é possível ultrapassar barreiras que parecem insuperáveis e penalizam as pessoas necessitadas e marginalizadas. Também deste modo vós contribuís para a construção de uma sociedade mais justa e solidária.

Agradeço-vos a visita e desejo-vos todo o bem para a vossa atividade desportiva e social. Peço-vos por favor que rezeis por mim enquanto, de coração, abençoo cada um de vós e as vossas famílias.