A luz que leva à justiça e à paz

2012-12-10 L’Osservatore Romano

Genebra, 10.

«A luz de Cristo é a lâmpada que ilumina os nossos passos e que nos indica o caminha rumo à justiça e à paz»: eis as palavras de esperança contidas na mensagem tradicional para o Natal, que o secretário-geral do World Council of Churches (Wcc), Olav Fukse Tveit, dirigiu aos fiéis de mais de 300 comunidades que fazem parte do organismo ecuménico. A mensagem inspira-se na Bíblia para reafirmar o compromisso dos cristãos que visa contrastar as violências e as formas de injustiça que atingem o mundo. Com efeito, este é o tema principal que constituirá o pano de fundo da décima assembleia geral do Wcc, que será realizada de 30 de Outubro a 8 de Novembro de 2013, em Busan, na Coreia do Sul.

O texto inspira-se em particular nos dois trechos, tirados do livro de Isaias: «Não quebrará a cana rachada, não apagará a mecha que ainda fumega. Anunciará com toda a fidelidade a verdadeira justiça» (42, 3); e do Evangelho de João: «N'Ele estava a Vida e a Vida era a luz dos homens. A luz resplandece nas trevas, mas as trevas não a admitiram» (1, 4-5).

Tveit recorda que «na Sagrada Escritura se encontram muitas representações que fazem referência à luz, como imagem da glória de Deus, e que muitos artistas utilizaram a luz nas suas representações da Natividade de Jesus Cristo». No período do Advento, do Natal e da Epifania, acrescentou, «estamos conscientes de que esta é a luz que nos dá a esperança neste mundo, não obstante existam divisões, abusos, ódios, violência, pobreza, avidez e corrupção».